segunda-feira, 1 de junho de 2009

DIA INTERNACIONAL DA CRIANÇA

Porque no meio da desolação, sempre haverá uma criança que nos olhará esperançada, querendo algo de nós...




És pequenina e ris...A boca breve
É um pequeno idílio cor-de-rosa...
Haste de lírio frágil e mimosa!
Cofre de beijos feito sonho e neve!

Doce quimera que a nossa alma deve
Ao Céu que assim te faz tão graciosa!
Que nesta vida amarga e tormentosa
Te fez nascer como um perfume leve!

O ver o teu olhar faz bem à gente...
E cheira e sabe, a nossa boca, a flores
Quando o teu nome diz suavemente...

Pequenina que a Mãe de Deus sonhou,
Que ela afaste de ti aquelas dores
Que fizeram de mim isto que sou!

Florbela Espanca, in "Livro de Mágoas"

(Marie)

4 comentários:

ellen disse...

Oi marie :)
bonito soneto da Florbela! adoro lê-la...
especialmente para este dia, esta tua escolha foi uma delícia. Parabéns.

Beijinho grande

Conceição Duarte disse...

Olá Marie, como vai? Fiquei muito feliz com você por lá!

Você é uma querida!
Também tenho paixão por Nossa Senhora, a mãe de Deus!

E quanto a gente dançando, é brincadeira, só pra destrair.

hahahahahahahahah
temos que rir e não podemos levar a vida a sério demais, isso causa estresse!
kakak

Bj, CON

Vieira Calado disse...

A Florbela também foi criança.

Não é?

Bjs

marie disse...

Vieira Calado
Criança em idade foi de certeza, agora em vivência!...
Bjs.